PALESTRA "MODERNISMO EGÍPCIO" - CONFERÊNCIAS | NOVA MASTABA

SERVIÇO

Conferência “Modernismo Egípcio”

 

Com:

Mohamed Elsahed (Egito)

 

Quando:

18 de julho (terça-feira), 17h

 

Onde:

Auditório Mastaba

Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (FAU/UFBA)

Rua Caetano Moura, 121 – Federação

 

Entrada franca

 

 

Arquiteto egípcio ministra aula pública na Faculdade de Arquitetura da UFBA

 

Vindo do Cairo, Mohamed Elsahed está participando do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia

 

A Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia (FAUFBA) e seu Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo (PPGAU/UFBA) em articulação com o DOCOMOMO _BA e o Goethe-Institut Salvador-Bahia organizam a conferência “Modernismo Egípcio”, do arquiteto, curador, pesquisador e escritor egípcio Mohamed Elsahed, que está na capital baiana como residente do Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia. A fala, voltada a alunos da instituição e aberta a todo público interessado, será no dia 18 de julho (terça-feira), às 17h, no Auditório Mastaba. A palestra será feita em inglês, com tradução de mediador para o português. Aos alunos, será entregue certificado correspondente a duas horas de atividade complementar.

 

Vindo do Cairo, Mohamed Elsahed atua também como curador do Modern Egypt Project do British Museum. Tem graduação em Arquitetura pela New Jersey Institute of Technology, mestrado em Estudos da Arquitetura do MIT e doutorado pelo Departamento de Estudos do Oriente Médio da New York University. Leciona História da Arquitetura na American University, no Cairo. Em 2014 e 2015, foi professor pós-doutor adjunto de Histórias da Arte e Práticas Estéticas do fórum Transregionale Studien, sediado em Berlim. Atualmente, está preparando o manuscrito de seu livro “Revolutionary Modernism? Architecture and the Politics of Transition in Egypt, 1936-1967” (Modernismo Revolucionário? Arquitetura e as Políticas de Transição no Egito, 1936-1967), que foca em arquitetura e planejamento urbano no Egito durante o período de transição política em torno do golpe de estado de 1952.

 

VILA SUL – Oficialmente inaugurado em novembro de 2016, o Programa de Residência Artística Vila Sul do Goethe-Institut Salvador-Bahia é o terceiro no âmbito geral das 159 unidades do Goethe-Institut existentes no planeta, e primeiro e único da rede no “sul global”, abaixo da Linha do Equador. Sua proposta é de fortalecer interlocuções entre o Brasil e demais países do hemisfério Sul a partir da presença de artistas de todo o mundo. A vinda dos residentes se baseia no seu interesse genuíno em questionamentos que abordem perspectivas do tema ou que promovam o diálogo entre países deste hemisfério. Além de vivenciar a cidade e o estado, os visitantes têm contato com produções e agentes culturais locais, num intercâmbio de referências, experiências e conhecimentos. Entre 2016 e 2017, 27 artistas e agentes culturais já experimentaram esta oportunidade. Atualmente, entre junho e julho, mais quatro residentes estão hospedados: além de Mohamed Elsahed, participam o coreógrafo norte-americano Adam Kinner, radicado no Canadá; o artista gráfico alemão Gunther Schumann; e a cineasta indiana Subasri Krishnan.

 

 

 

Sub-título: 

Com o Arquiteto Mohamed Elsahed